Governo venezuelano assina acordo com oposição

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 23:44, por: cdb

O governo e a oposição da Venezuela assinaram um acordo para acabar definitivamente com a crise política do país.

O acordo, que tem 19 pontos e foi negociado por seis meses e meio, pede que governo e oposição evitem os episódios de violência que tomaram conta do país no último ano.

O tratado também abre caminho para o presidente Hugo Chávez convocar um referendo sobre sua permanência no poder em agosto.

O acordo foi mediado pelo secretário-geral da Organizacão dos Estados Americanos (OEA), César Gaviria.

Ele admitiu, no entanto, que “o acordo não resolve as discrepâncias existentes entre as duas partes”.

Participaram da cerimônia de assinatura do acordo os embaixadores do Brasil, do Chile, da Espanha, dos Estados Unidos, do México e de Portugal, todos participantes do Grupo de Amigos da Venezuela, formado por países que, junto com a OEA, patrocinaram as negociações.

A oposição justifica a realização desse referendo dizendo que o presidente não soube administrar a economia do país e agiu com autoritarismo em seu mandato.

Em abril do ano passado, Chávez sobreviveu a um golpe de Estado que durou dois dias e, no começo deste ano, a uma greve geral liderada pela oposição que durou cerca de dois meses.