Governo enviará embaixador ao Iraque para acompanhar caso de engenheiro brasileiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de janeiro de 2005 as 00:58, por: cdb

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse na segunda-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva está acompanhando pessoalmente o caso do engenheiro brasileiro seqüestrado no Iraque. Amorim disse que Lula vai ligar nesta terça-feira para uma liderança da região para buscar ajuda para solução do caso e enviará à região o embaixador especial para o Oriente Médio, Afonso Celso Ouro Preto.

Segundo Amorim, o governo acompanha o caso desde que foi informado pela construtora “Odebrecht” e acionou todos os canais para obter informações e preparar as ações necessárias. O ministro disse ainda que o governo fez contato com representantes de outros países que passaram por situações semelhantes, uns com desfechos favoráveis, outros não.

O chanceler lembrou que o Brasil foi contrário à guerra no Iraque e afirmou que, mesmo que o Brasil não tivesse apoiado a campanha militar, não se justificaria um ato como esse. Segundo o ministro, o presidente Lula tem sido informado dos fatos desde o início.

Amorim disse ainda que o presidente Lula conversou sobre o assunto na segunda-feira com o chanceler de Madri, Miguel Angel Moratinos, que acompanha o chefe do Governo espanhol, Jose Luis Zapatero, para fazer gestões para solucionar o caso.