Governo criará programa de icentivo a produção regional de documentários

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 7 de junho de 2003 as 15:51, por: cdb

A Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, em parceria com a Fundação Padre Anchieta (FPA) e a TV Cultura de São Paulo, lançará, em julho, um projeto buscando incentivar a produção regional de documentários, para exibição em rede nacional de televisão.

O Programa de Fomento ao Documentário Brasileiro é um projeto inédito no país.

Ele vai promover a implantação de Pólos Regionais de Produção de Documentários, por intermédio da articulação das emissoras componentes da rede pública e suas afiliadas, com associações de realizadores e produtores independentes em 19 estados brasileiros e no Distrito Federal.

Aprovado no final de maio, o projeto ainda está em fase final de elaboração. Mas já para o primeiro ano, período 2003/2004, está prevista a realização de 26 documentários, todos com temática regional, a serem selecionados em concurso público.

Os editais de seleção serão organizados pelo convênio (MinC/FPA), junto às emissoras da rede pública, com a colaboração dos núcleos regionais da Associação Brasileira de Documentaristas (ABD).

Os documentários selecionados terão um orçamento de R$ 90 mil, sendo R$ 70 mil patrocinados pelo MinC e R$ 20 mil por meio de contrato de co-produção da TV pública ou estatal de cada uma das 20 unidades federativas envolvidas.

– O documentário foi o gênero cinematográfico que mais cresceu durante os anos 90. É o produto audiovisual mais universal, a melhor moeda para o mercado mundial de TV. Até este projeto, o Brasil não havia entrado na era do documentário, na contramão da tendência mundial. Incorporando a experiência da TV Cultura na produção de documentários, pretendemos revelar o Brasil através da teledifusão, com produções independentes – diz Orlando Senna, secretário do Audiovisual do MinC.

Com data de estréia prevista para maio do próximo ano, os documentários serão exibidos, semanalmente, em rede nacional de TV, até outubro de 2004.