Governo colombiano e Farc vão retomar negociações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2002 as 22:10, por: cdb

Representantes do governo da Colômbia e do principal grupo guerrilheiro do país, as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) estão realizando uma nova rodada de negociações de paz. As negociações entre representantes dos dois lados – que haviam sido suspensas no mês de outubro pela guerrilha – serão realizadas na zona desmilitarizada em controle das Farc, no sul do país.

O ministro do Interior, Armando Estrada Villa, disse que está confiante no sucesso desta nova rodada de conversações. Villa disse que espera que o processo “comece a mostrar resultados concretos e positivos, em benefício de todos os colombianos”. O resultado das negociações entre o governo e as Farc promete ser um fator decisivo nas eleições presidenciais no país, que acontecem em maio.

Os candidatos à Presidência pediram às Farc que mostrem maior comprometimento na reunião e apresentem provas reais de sua intenção de seguir o caminho da paz. As declarações foram feitas logo depois dos ataques das Farc na noite do ano novo, que deixaram um saldo de 15 mortos – entre militares, policiais e civis.

No departamento da Cauca, as Farc atacaram as cidades de Puracé e Coconuco. Em Puracé, oito soldados e dois policiais morreram. Os soldados foram vítimas de uma mina que atingiu o veículo em que estavam, no momento em que mobilizavam tropas de apoio para reprimir os guerrilheiros.

A Farc divulgou uma mensagem de Natal reiterando que confiam num futuro pacífico para o país. Representantes da organização disseram que “mantêm seu comprometimento com a paz, em meio à crise do processo de negociação”.