Governo abre ciclo de consultas públicas sobre política nacional de inteligência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de outubro de 2003 as 15:25, por: cdb

Líderes partidários e integrantes da Comissão de Controle das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional estiveram nesta quinta-feira na sede da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em Brasília, acompanhados dos ministros Jorge Armando Félix, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, e Luiz Dulci, secretário-geral da Presidência da República. A visita marcou o início de um ciclo de consultas públicas sobre a política nacional de inteligência que será elaborada pelo governo federal.

Até o fim do ano, serão ouvidos representantes de diferentes setores, como empresários, professores universitários, jornalistas, líderes de movimentos sociais como o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e dirigentes de organizações não-governamentais.

Em entrevista coletiva após o encontro com parlamentares, o general Jorge Armando Félix destacou que o principal objetivo do governo é saber se a forma pela qual vem sendo realizado o trabalho de inteligência no país é a forma desejada pela sociedade. O ministro Luiz Dulci esclareceu que não há no governo projeto para ampliar os poderes da Abin, mas sim para torná-la mais eficiente.