Governadores querem o mesmo texto da reforma que saiu da Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de setembro de 2003 as 13:06, por: cdb

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), disse nesta terça-feira que os governadores de todos os estados brasileiros defendem a aprovação da reforma da Previdência no Senado Federal exatamente com o mesmo texto que foi aprovado na Câmara. Segundo ele, o assunto foi o primeiro ponto discutido na reunião que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantém com os 27 governadores, na Granja do Torto.

“É evidente que o Senado Federal tem independência, autonomia e liberdade e tomará a decisão que a maioria dos senadores julgar oportuna, mas a solicitação dos governadores junto a suas bancadas no Senado é de que a íntegra do projeto aprovado na Câmara seja mantida”, afirmou Mercadante. Segundo ele, os governadores consideram que a reforma da Previdência já foi alterada “substancialmente” na Câmara e ponderam que a situação fiscal dos estados não permite que sejam feitas novas concessões.

O único ponto em que os governadores acreditam que precisa haver ajustes, segundo o senador, é o que trata do subteto do Poder Executivo nos estados. A Constituição determina que o salário dos governadores seja estabelecido no ano anterior ao início do mandato e, por isso, seria necessária uma disposição transitória para permitir o reajuste dos salários dos governadores para adequá-los ao subteto estadual.

Mercadante informou que a reforma tributária também será assunto da reunião, mas só deve ser tratada a partir das 15 horas.