Governador de Santa Catarina ameaça romper com Lula

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de janeiro de 2005 as 09:18, por: cdb

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira (PMDB), aliado direto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ameaça romper com o PT. Ele reuniu com os ministros Antonio Palocci (Fazenda) e Aldo Rebelo (Coordenação Política), e deu prazo de um mês o governo federal resolver as pendências do Estado.

Santa Catarina cobra o ressarcimento das perdas da Lei Kandir, a definição da privatização ou não do Besc e o reenquadramento da Celesc, hoje classificada como empresa comercializadora de energia elétrica. O governador reclamou da oposição do PT ao seu governo. 

– Vou dar mais um mês. Após esse mês, vou dizer para vocês o que vou fazer: vou tomar meu rumo. Tenho sido definido como um defensor intransigente do presidente e de seu governo, mas se o meu governo não me estende a mão, eu vou tomar o meu rumo – afirmou o governador.

Segundo o governador, o governo federal deveria ter repassado R$ 330 milhões das perdas da Lei Kandir, referentes ao ano passado, e mais R$ b230 milhões de 2005. Luiz Henrique disse que espera do governo federal “tratamento de aliado”. 

– Não quero privilégio. Quero atenção que um aliado merece. Se não tiver essa atenção, é porque não sou considerado aliado – argumentou.

O governador afirmou que o ministro Aldo Rebelo está trabalhando para encontrar uma solução para as reivindicações de Santa Catarina, mas a Fazenda não colabora:

– Se dependesse do ministro Aldo, as questões estavam resolvidas. A resistência está na burocracia da Fazenda