Governador de Goiás quer transferência de presos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de março de 2003 as 17:37, por: cdb

O governador de Goiás, Marconi Perillo, pediu nesta quinta-feira ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, a transferência de 23 pessoas que foram presas durante a Operação Diamante, realizada no ano passado.

Vinte delas estão na Casa de Prisão Provisória e três na Carceragem da Polícia Federal, em Goiás.

“É um problema sério, porque a Casa é considerada insegura, de modo que elementos de alta periculosidade, envolvidos com narcotráfico, não podem nem estar em um presídio que não ofereça alta segurança”, afirmou o governador.

Segundo Perillo, o ministro disse que vai conversar com o diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, sobre o assunto. Durante o encontro, Perillo solicitou a inclusão de Goiás entre os cinco estados onde serão construídos presídios de segurança máxima federais.

O governador pediu ainda a liberação de recursos no valor de R$ 800 mil para finalizar a construção de seis presídios no Estado, que terão capacidade para receber 700 detentos.