Governador de Alagoas cria volante para prender bando armado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de março de 2004 as 10:44, por: cdb

O governador de Alagoas, Ronaldo Lessa, enviou na manhã desta quarta-feira a Junqueiro, município distante 120 quilômetros desta capital, uma guarnição extra de policiais militares que, nas ruas de Maceió, já é conhecida como “a volante do sertão”, em uma referência aos soldados mandados, na década de 20, para capturar cangaceiros. Eles partiram com o objetivo de prender o grupo de 12 homens armados que invadiu a cidade, na terça, e prendeu todas as autoridades policiais do local.

O bando chegou portando fuzis, espingardas calibre 12 e pistolas automáticas. Todos usavam colete à prova de balas. Eles prenderam o delegado da cidade, Antônio Edson de Souza Oliveira e o policial civil Roberto Pena de Oliveira. Também levaram as armas da delegacia e o carro particular do delegado.

Enquanto isso, uma parte dos assaltantes invadiu e rendeu o grupamento da polícia militar do município. Ato seguida, eles assaltaram a agência local do Banco do Brasil, de onde carregaram armas e malotes com dinheiro destinado ao pagamento dos funcionários públicos municipais.

Comandante da guarnição, o sargento Oliveira Ramos contou que todos os pms de plantão foram rendidos. Dois soldados, José Luís França e Paulo José Bonfim, foram levados como escudo humanos e depois dispensados em um canavial nos arredores de Junqueiro, quase na divisa com Sergipe. O capitão Rutemberg Almeida e Silva, que comanda as diligências no local afirmou que, desde os tempos de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, é a primeira vez que acontece um fato desses em Alagoas. O delegado foi libertado somente no final da tarde, quando chegaram reforços de cidades vizinhas ao local.