Google lança novas ferramentas para monitorar Orkut

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de outubro de 2006 as 16:37, por: cdb

O Google anunciou, nesta quarta-feira, que irá implementar ferramentas para ajudar a monitorar o conteúdo inapropriado disponível no no site de relacionamentos Orkut. Há alguns meses a gigante da internet enfrenta problemas com a Justiça brasileira devido ao mau uso do site que virou mania entre os brasileiros.

Uma dessas soluções permite que uma comunidade seja moderada por até dez pessoas. Além disso, o Google Inc afirmou ter implementado ferramentas para tornar mais rápida a análise de denúncias e contratado pessoas que falam português para trabalhar na frente de combate a conteúdo criminoso no Orkut.

Lançado no início de 2004, o site de relacionamentos Orkut tornou-se um sucesso no Brasil. A popularidade, dos 30,8 milhões de internautas cadastrados atualmente, 62,72% dizem ser brasileiros, trouxe também problemas para o Google, dono do Orkut. A empresa é acusada pelo Ministério Público Federal de não contribuir para a quebra de sigilo de usuários e comunidades criminosas que atuariam no site.


No final de agosto, o juiz José Marcos Lunardelli, da 17ª Vara Cível da Justiça Federal em São Paulo, estabeleceu um prazo de 15 dias para que o Google cumprisse ordens judiciais relacionadas à quebra de sigilo dessas comunidades. Em caso de descumprimento, a multa diária seria de R$ 50 mil para cada ordem judicial de quebra de sigilo não-cumprida (em São Paulo, onde há 38 delas, o prejuízo seria de R$ 1,9 milhão por dia).

As informações teriam de ser entregues até o final de setembro, mas o Google Brasil, subsidiária do Google Inc. entrou no final de setembro com um recurso que classificava a decisão como nula. Até agora, a batalha continua sem uma definição sobre o pagamento da multa.