Goleiro Fábio Costa critica comportamento da torcida do Santos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 9 de outubro de 2003 as 02:03, por: cdb

O goleiro Fábio Costa criticou parte da torcida do Santos após o empate em 1 a 1 com o Guarani, na última quarta-feira, na Vila Belmiro.

A bronca do jogador é com o pequeno público do Peixe nas últimas partida e com parte dos torcedores que vaiaram a equipe.

– O time está na vice-liderança há quinze, vinte rodadas e nos momentos mais difíceis, que mais precisamos de apoio aparecem três mil torcedores. A torcida não pode cobrar muito não, principalmente alguns babacas, alguns idiotas que vêm perturbar o ambiente. Se o torcedor não está satisfeito, vai para casa, economiza R$ 15,00, a mulher certamente deve estar em casa esperando. Não venho para cá brincar, venho buscar o sustento da minha família. A bronca não é com a maioria da torcida – disparou Fábio Costa.
 
– A torcida ficar vaiando o Reginaldo Araújo vaiando. Jogador não é máquina, não consegue jogar bem toda partida. Pode falar tudo, menos que o time não correu – completou.

Irritado com os torcedores, Fábio Costa sugere que a diretoria do Santos mande os demais jogos da equipe na capital paulista. O público no jogo contra o Guarani foi de 4.483 mil torcedores.

– Se a torcida continuar vaiando o time, a diretoria que mande o jogo para a capital. Garanto que a torcida em São Paulo vai para ajudar, como faz nos jogos no Pacaembu, no Morumbi e em São Caetano. Aí o pessoal de Santos passa a dar um valor real ao time – finalizou.