Gilberto Gil é solidário com Fernando Gabeira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de outubro de 2003 as 00:15, por: cdb

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, solidarizou-se na última segunda-feira com o deputado Fernando Gabeira (SP), que deixou o PT por discordar da política ambiental do governo Lula.
 
– Acho que foi uma decisão pessoal. O que me parece interessante no gesto do Gabeira, no gesto colateral e acessório à essa decisão, é a força com que ele afirma a necessidade de que o governo precisa ter uma política ambiental, cada vez mais bem desenhada e mais bem orientada. Nisto eu dou toda a solidariedade ao Gabeira – comentou Gil. 

No fim de semana, Gilberto Gil havia defendido a necessidade de mais discussão sobre a questão dos transgênicos. Para evitar o ressurgimento de maiores polêmicas sobre o assunto, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, procurou o ministro da Cultura a fim de esclarecer que o governo havia, sim, promovido uma ampla discussão sobre o tema.
 
– Pode ter havido discordância, mas o debate no governo foi longo, durou meses e envolveu todos os ministérios ligados ao tema e contou com a participação da sociedade – justificou Dirceu, ao esclarecer o teor da conversa com Gil.

– No Congresso, as discussões vão prosseguir – observou ele, ao se referir ao que virá depois que o governo encaminhar, no final do mês ao Congresso, um projeto de lei com a nova política de biosegurança.

Gilberto Gil disse que realmente conversou com Dirceu e que entende que a solução para a transgenia, se ela é ou não inconveniente, ainda deve ser objeto de muita discussão. Para ele, ‘as discussões técnicas devem ser mais amplamente divulgados para que o povo tenha visão mais clara’, já que as dúvidas sobre o tema não serão dirimidas.