Gilberto Gil é nomeado embaixador da ONU para Agricultura e Alimentação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de outubro de 2001 as 17:42, por: cdb

O cantor e compositor brasileiro Gilberto Gil é o mais novo embaixador da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Gil recebeu o título nesta terça-feira, em Roma, comprometendo-se a lutar contra a fome no mundo para, segundo suas palavras, “despertar a consciência dos poderosos”.

“Trata-se de solidariedade. A FAO é uma instituição mundial que merece confiança. Se não conseguiu sua meta de reduzir o número de pessoas que morrem de fome, é porque não tem a representatividade suficiente. Sou agora da FAO”, disse o cantor, em uma entrevista coletiva.

Gil, que já foi vereador em Salvador, na Bahia, está convencido de que “é preciso dedicar mais tempo às atividades humanitárias e aos assuntos sociais para poder continuar crescendo como indivíduos”.

Junto com Gilberto Gil, os cantores Magida Al Rumi, do Líbano, Mory Kanté, da Guiné, e Al Bano Carrisi, da Itália, foram nomeados embaixadores da FAO, durante cerimônia organizada em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação.

Durante o ato, que também festejou o aniversário de fundação da organização, o diretor-geral da agência das Nações Unidas, Jacques Diouf, explicou as razões que o levaram a propor o adiamento da cúpula mundial sobre a fome, prevista para novembro próximo.

“Infelizmente, devido às circunstâncias internacionais imprevistas atuais, com a perda de tantas vidas humanas e a crise que se desatou, nos vimos obrigados a pedir que a cúpula fosse adiada”, disse Diouf ao abrir a cerimônia.

A FAO, que esperava convocar em Roma chefes de Estado e de Governo de mais de 180 países para que renovassem seu apoio ao projeto de reduzir em menos de 15 anos o número de pessoas que padecem com a fome, organizou para este 16 de outubro uma série de conferências, debates, vídeos e concertos sobre a fome no mundo.

Este ano, o tema “Combater a fome para reduzir a pobreza” surgiu dos resultados dos estudos mais recentes da FAO, indicando que subiu para 815 milhões o número de pessoas afetadas pela fome no mundo todo.

A FAO realizou o Dia Mundial da Alimentação pela primeira vez em 1981, para sensibilizar a opinião pública sobre a necessidade urgente de encontrar uma solução duradoura ao problema mundial da fome e da desnutrição.