Gigantes da tecnologia se unem para negociar no Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de outubro de 2003 as 19:30, por: cdb

As empresas de informática Microsoft, Intel, Dell, EMC e Brocade se uniram na tentativa de aumentar negócios e convencer as grandes e médias empresas brasileiras a investirem na consolidação das tecnologias de informação. Como cada uma é especializada em um ramo de negócios, elas podem vender em conjunto com os produtos. As cinco estão promovendo está semana eventos em Belo Horizonte, Rio, Brasília, São Paulo, Porto Alegre e Curitiba.

“Na década de 70, a tendência era de descentralização, com os departamentos de cada empresa tendo mais acesso à informática. Hoje a descentralização é tão grande que a tendência é inversa, para que as empresas tenham menos custos, mais controle e segurança também”, diz o consultor de sistemas da Dell, Marcus Vinicius Santos.

Segundo Mauro Peres, da consultoria IDC, convidada pelas cinco para organizar os eventos, “mundialmente, 75% das grandes e médias empresas no exterior já estão em processo de consolidação”. Ainda não há dados sobre o Brasil. O principal apelo é a redução de custos.

– Cerca de 80% dos custos das empresas com tecnologia de informação estão com áreas pouco nobres, como as de suporte aos diferentes usuários dentro das companhias, fazer integração, evitar que os sistema caiam e esse tipo de coisa – afirma Peres.

A grande dificuldade para as empresas fazerem consolidação de TI no Brasil é a falta de recursos para investir. Segundo Peres, há três anos que os orçamentos de TI das empresas dos mais variados setores não estão sendo reajustados e houve um aumento de custos de infra-estrutura porque o dólar subiu nesse período. “Os sistemas tem risco muito alto, há riscos de segurança muito altos e os departamentos estão sem dinheiro para investir”, afirma.