Gianni Agnelli morre aos 81 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de janeiro de 2003 as 12:18, por: cdb

Gianni Agnelli, presidente honorário da Fiat e um dos mais importantes empresários da Europa, morreu nesta sexta-feira. Ele tinha 81 anos e foi considerado um dos mais influentes líderes empresariais da Itália no século 20. O empresário sofria de câncer de próstata.

O empresário liderou a Fiat na transformação de um pequeno fabricante de carros em um conglomerado industrial e financeiro. A morte de Agnelli aconteceu horas antes de uma reunião que ele teria com a sua família para discutir o futuro da Fiat, em crise financeira.

Prejuízos

Atingida por queda nas vendas, a empresa estava acumulando prejuízos, o que motivou pedidos de mudança na sua administração. O prejuízo total da Fiat em 2002 foi de 1,4 bilhão de euros (cerca de R$ 4,9 bilhões), mais do que o dobro do apresentado no ano anterior.

A família Agnelli, baseada em Turim, tem cerca de 30% da Fiat. Analistas afirmam que a morte do empresário pode provocar uma batalha pelo controle da Fiat dentro do clã.

Em dezembro, a Fiat demitiu mais de cinco mil trabalhadores, provocando manifestações em toda a Itália.