Genoino cobra ‘menos conversa e mais ação’ no combate à violência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 22 de junho de 2003 as 18:53, por: cdb

O presidente nacional do PT, José Genoino, afirmou neste domingo que é hora de menos conversa e mais ação no combate à violência.

– O governo tem de trabalhar em silêncio e sem declarações bombásticas, porque segurança pública se faz a médio e longo prazo – disse.

– Não estou mandando recado para ninguém, mas se fala muito de segurança quando há tragédias, só que é um assunto de preocupação da população no dia-a-dia – afirmou Genoino, garantindo que não estava censurando as declarações do ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia.

Logo após a morte do subtenente Alcir José Tomasi, que fazia a escolta de Sandro Luiz, filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro disse que a população deveria reagir a ações de assaltantes.

Para o presidente do PT, há três prioridades hoje na área de segurança: afastar os maus policiais, investir em inteligência e em equipamentos para a polícia.

Genoino teve problemas com segurança recentemente em São Paulo. O carro que o aguardava em frente à sua casa, no qual estavam uma assessora e o motorista, foi abordado por assaltantes e os dois foram vítimas de um seqüestro relâmpago.

– A violência não está na ordem do dia por causa do episódio do filho do Lula ou por qualquer outro, está por causa dos índices de violência – disse.