Gaudio e Puerta vencem espanhóis no Torneio de Buenos Aires

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 12 de fevereiro de 2005 as 13:53, por: cdb

O tênis argentino terá pelo menos um finalista no Aberto de Buenos Aires depois de Gastón Gaudio vencer na sexta-feira o espanhol Rafael Nadal, Mariano Puerta bater Carlos Moyá e José Acasuso derrotar Nicolás Almagro nas quartas-de-final que figuraram jogadores locais e espanhóis.

Gaudio, segundo cabeça-de-chave, se recuperou de um primeiro set ruim em que perdeu por 6-0, mas virou a partida para fechar com parciais de 6-0 e 6-1.

Gaudio enfrentará em uma das semifinais deste sábado o espanhol Alberto Martín, que por sua vez derrotou o compatriota Félix Mantilla por 5-7, 6-4 e 7-6 (7-3).

Em uma noite agradável para jogar tênis, Puerta, que entrou no torneio como revelação, foi a surpresa da rodada ao bater o favorito e experiente Moyá por 7-6 (7-0) y 6-3.

O argentino, que em maio de 2004 cumpriu suspensão de sete meses por doping, vai pegar na outra semifinal Acasuso, que venceu Almagro por 6-3 e 6-4.

Gaudio, oitavo no ranking mundial, começou a partida errando muito e teve problemas para controlar Nadal, que fechou o primeiro set sem dificuldades por 6-0.

Mas o argentino, empurrado pelos 6.000 espectadores, logo voltou a mostrar seu melhor jogo, devolveu o 6-0 no segundo set e confirmou sua superioridade com 6-1 no último set.

Já Puerta, 117 no ranking, foi problema do começo ao fim para Moyá, que errou muito e cometeu muitos erros não forçados.

“Hoje estou mais de volta do que nunca”, disse Puerta, radiante depois da partida e se referindo ao seu regresso ao circuito profissional este ano.

“Estou tão surpreso, não com meu jogo, pois vinha jogando bem, mas por ter ganhado do Moyá”, completou Puerta.

Para Moyá, no entanto disse que “este foi um mal dia desses que existe no tênis.”

“Mas tenho que reconhecer que Puerta jogou uma grande partida e aproveitou todos os erros que cometi”, disse o espanhol.

A surpresa a que se referiu o argentino ficou evidente nos 4.500 espectadores que lotaram a quadra e viram potentes devoluções da prata da casa no fundo de quadra.

Moyá, que se manteve tranquilo apesar de ter de suportar a agressividade do rival, não facilitou para o argentino e levou o primeiro set para o tie-break.

Mas, inspirado, Puerta não deu chances ao espanhol e não deixou que ele fizesse sequer um ponto no tie-break, fechando o set por 7-0.

No segundo, as coisas pareciam mais fáceis e Moyá cedeu seu serviço logo no começo e Puerta não teve tanta dificuldade para vencer o set por 6-3 e a partida.

Foi a primeira vitória de Puerta sobre Moyá, que havia ganhado todos os confrontos anteriores.

O espanhol, ex-número um do mundo e atual sexto no ranking, venceu o argentino no Aberto dos Estados Unidos em 1998 e no torneio de Mallorca em 2001.

Em 1998 Puerta sofreu caibras nas pernas quando perdia por 1-6, 6-7 e 4-4 e teve que abandonar.

Na primeira rodada de Mallorca, Puerta perdia por 3-6 e 0-1, quando novamente abandonou o jogo, desta vez por uma lesão na mão esquerda.

Moyá, cuja presença entusiasmou os organizadores que o viam como possível finalista contra o argentino Gastón Gaudio, já conquistou Roland Garros e o torneio de Viña del Mar, no Chile. No ano passado, Moyá perdeu a final da competição argentina para Guillermo Coria.