Garotinho vai ficar internado por 48 horas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de maio de 2006 as 14:23, por: cdb

Ex-governador do Rio de Janeiro e possível pré-candidato do PMDB à Presidência da República, Anthony Garotinho continuou internado no Hospital Quinta D’Or, em São Cristóvão, nesta quinta-feira. Segundo boletim médico, divulgado na noite desta quarta-feira pela subsecretária estadual de Comunicação Tânia Lazolli, mostrou que os exames indicam algumas alterações metabólicas no organismo do ex-governador, que completou dez dias de greve de fome.

Garotinho seguiu no início da noite ao hospital, em uma UTI móvel do Corpo de Bombeiros. O veículo foi seguido por correligionários do PMDB, onde estavam os filhos Wladimir, Anthony e Clarissa. O médico particular de Garotinho, Abdu Neme, disse que ele corria risco de morte pela greve de fome, o que demandou a sua internação. Ele sentiu-se mal nesta quarta-feira, após fazer um pronunciamento da janela da sede regional do PMDB no Rio.

Segundo a assessoria do hospital, Garotinho usará apenas as instalações da unidade; o acompanhamento médico permanecerá a cargo de Abdu Neme. Assessores do político informaram que a internação não representa o fim da greve de fome. O ex-governador disse que vai continuar o jejum no hospital até que a Justiça lhe conceda direito de resposta nos meios de comunicação às denúncias publicadas contra ele. No hospital, Garotinho passou por exames e está recebendo soro intravenoso para se recuperar.

De Brasília, o presidente do PMDB, deputado Michel Temer (SP), apelou em telefonema a Garotinho para que abandonasse a greve de fome.