Garotinho lidera a disputa no Rio de Janeiro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de janeiro de 2002 as 17:33, por: cdb

Anthony Garotinho – governador do Rio de Janeiro e pré-candidato à presidência da República pelo PSB – obteve 40% das intenções de voto para governador do Rio de Janeiro em 2002, segundo revelou pesquisa realizada pelo instituto de pesquisa Datafolha entre os dias 12 e 14 de dezembro passado junto a 1048 moradores do Rio de Janeiro, quando foram apresentados aos entrevistados dois cenários com os nomes de possíveis candidatos ao governo do estado. Em todos os cenários utilizados pelo Datafolha na pesquisa foram mantidos Benedita da Silva pelo PT, Zito pelo PSDB, Sergio Cabral pelo PMDB, Jorge Roberto da Silveira pelo PDT e Eduardo Paes pelo PFL.

Pelo PSB foram alternados os nomes do atual governador Anthony Garotinho e do ex- prefeito Luiz Paulo Conde, sendo que na situação onde Garotinho é o candidato pelo PSB, o governador lidera a disputa, mas quando é substituído por Luiz Paulo Conde, a vice-governadora Benedita da Silva assume a liderança.

Na primeira situação proposta, Garotinho – terceiro colocado no ranking de governadores do Datafolha com 62% de aprovação – atinge 40% das intenções de voto. Em segundo lugar, a pesquisa mostra empatados Benedita da Silva e Zito – prefeito de Duque de Caxias recém-filiado ao PSDB – com 18% e 13%, respectivamente. Em terceiro lugar aparece o deputado estadual Sergio Cabral Filho com 11% seguido por José Roberto da Silveira (5%) e Eduardo Paes (2%). O número de votos brancos ou nulos da pesquisa ficou em 6% e 4% não souberam responder.

De acordo com o Datafolha, o governador Garotinho obteve seus melhores índices de intenção de voto especialmente entre os moradores do interior (53%), entre os menos escolarizados (48%), entre os que têm menor renda (43%) e entre os que fazem parte das classes D/E (49%). Já entre os que têm maior renda e entre os que fazem parte das classes A/B, Garotinho e Benedita aparecem empatados.

Já no segundo cenário, com a saída de Garotinho, Benedita da Silva assume a liderança e chega a 30% das intenções de voto. O segundo lugar passa a ser disputado por Sergio Cabral e Zito com 18% e 17%, respectivamente. A seguir aparecem Luiz Paulo Conde com 8%, Jorge Roberto da Silveira com 7% e Eduardo Paes com 3%. Nessa situação, 10% votariam em branco ou anulariam o voto e 7% não souberam responder.

Nessa situação, Benedita obteve seu melhor desempenho especialmente entre as mulheres (33%) e entre os que moram no interior (38%). Na intenção de voto espontânea, Anthony Garotinho obtém 12%, Zito é lembrado por 4% e Benedita da Silva por 2%, sendo que a maioria não soube responder.