Garibaldi diz que não recebeu de Dilma orientação para estudar reforma da Previdência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 1 de janeiro de 2011 as 13:40, por: cdb

>
01/01/2011Garibaldi diz que não recebeu de Dilma orientação para estudar reforma da Previdência

Marcos Chagas
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O ministro da Previdência Social no governo de Dilma Rousseff, Garibaldi Alves Filho, disse há pouco, no plenário da Câmara dos Deputados, que não recebeu qualquer missão da presidenta eleita para estudar uma possível reforma previdenciária. Segundo ele, este é sempre “um desafio que se apresenta dentre outras reformas”.

A senadora Ideli Salvatti (PT-SC), que comandará o Ministério da Pesca e Aquicultura, também está no plenário da Câmara, onde Dilma e o vice-presidente, Michel Temer, foram empossados em sessão conduzida pelo presidente do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP).

Ideli destacou alguns dos desafios que enfrentará na pasta, entre eles o aumento da produção e a industrialização do setor pesqueiro e questões sociais como a proteção aos pescadores artesanais. “Temos recursos em 2011 significativamente maiores do que o que foi executado em 2010”, disse ela, que já conversou com a futura ministra do Planejamento, Miriam Belchior, sobre a necessidade de manter os quase R$ 600 milhões do orçamento da pasta previstos para 2011.

Em 2010, dos R$ 800 milhões previstos para o ministério em 2010 no Orçamento Geral da União, foram executados apenas cerca de R$ 400 milhões.

Veja os ministros do novo governo:

Edição: Juliana Andrade