Ganhador do Nobel faz apaixonada defesa da energia solar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de janeiro de 2005 as 02:55, por: cdb

Ganhador do Prêmio Nobel de Química em 1998 (ao lado de John A. Pople) e consultor do governo americano para assuntos energéticos, Walter Kohn fez na terça-feira no Rio uma apaixonada defesa do uso da energia solar. 

– É importante que os países tenham formas mais limpas de energia, não poluentes, alternativas para o petróleo e o carvão- sustentou Kohn, que está no Brasil participando do XVI Simpósio Nacional de Ensino de Física, que marca o início das comemorações do Ano Mundial da Física no país.

O físico, de 82 anos, trabalhou junto com a equipe que desenvolveu, em 1954, as primeiras células solares de silício, por meio das quais é possível transformar a luz solar em energia. Mais de 50 anos depois, a energia solar ainda é muito cara e responde por apenas 1% da energia utilizada no mundo.