Fuzileiro americano morre em atentado no Kuwait

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 8 de outubro de 2002 as 23:45, por: cdb

As autoridades do Kuwait definiram como “um incidente terrorista” o misterioso tiroteio que matou um fuzileiro dos Estados Unidos e feriu outro durrante um exercício militar na ilha Failaka.

O Ministério do Interior comunicou que os atacantes foram identificados como Anas Ahmad Ibrahim al-Kandari, de 21 anos, e Jassem Mubarak al-Hajri, de 26, mas evitou qualquer referência à vinculação de ambos à grupos fundamentalistas islâmicos.

As tropas norte-americanas estavam participando de um exercício conjunto, inic iado no dia 24 de setembro, em meio a rumores de que fariam parte das unidades para um eventual ataque ao Iraque.

O tiroteio pareceu inicialmente ter sido acidental e, possivelmente, provocado por um problema de comunicação ou de identificação, `segundo o tenente da Marinha norte-americana Chris Davis.

O oficial relatou que pouco depois das 11h (hora local, os ocupantes de um veículo civil disparam contra os soldados norte-americanas, que reagiram, levando ao tiroteio.

“Os dois fuzileiros baleados foram levados para um hospital, e depois recebemos a notícia de que um deles tinha morrido”, acrescentou.

O acesso de civis às áreas de treinamento de fuzileiros em Failaka é normalmente proibido a fim de garantir a segurança das tropas norte-americanas.

Não ficou explicado de imediato como um veículo civil conseguiu acesso ao local.