Fusões e desemprego no setor aéreo serão debatidos por duas comissões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de novembro de 2012 as 14:04, por: cdb

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) vai realizar audiência pública para discutir o impacto das fusões entre companhias aéreas, bem como o mercado de trabalho do setor. Requerimento com essa finalidade, de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), foi aprovado nesta quarta-feira (28). A senadora decidiu pedir a discussão após o encerramento das atividades da WebJet, subsidiária da Gol Linhas Aéreas, que resultou na demissão de todos os funcionários.

Na opinião da senadora, as decisões das empresas aéreas geram impacto social importante. Para ela, a concentração da execução de serviço de transporte aéreo em poucas empresas prejudica tanto os trabalhadores como o consumidor. Por um lado, ressaltou, os trabalhadores sofrem com as demissões e, por outro, os consumidores pagam preços elevados pelas passagens aéreas.

O presidente da CAS, senador Jayme Campos (DEM-MT), informou que a aviação civil emprega cerca de 50 mil pessoas. Os funcionários demitidos pela Webjet, disse o senador, esperam que o Ministério do Trabalho e Emprego interceda para que a Gol volte atrás na decisão.

Para debater o tema, a senadora ana Amélia sugeriu que sejam convidados o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt; representantes do Ministério do Trabalho e Emprego e da Gol Linhas Aéreas; o presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Gelson Fochesato; o coordenador do curso de Engenharia da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS), Hildebrando Hoffmann; e o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, José Márcio Monsão Mollo.

Estatuto da Juventude

O senador Jayme Campos marcou para a manhã do dia 28 de dezembro a audiência pública que vai discutir conjuntamente com a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) o Estatuto da Juventude e Cidadania. A reunião foi requerida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), relator da matéria na CAS.

A reunião será transmitida por videoconferência, uma experiência pioneira em comissões, em que a sociedade vai poder interagir com os senadores e convidados.. Este tipo de reunião por videoconferência só era feito em seminários promovidos pelo Interlegis.