Furlan não poupa críticas a Palocci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de dezembro de 2005 as 13:09, por: cdb

Ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan não poupou críticas à atual gestão da economia brasileira. Ele afirmou, nesta quinta-feira, que a retração do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre do ano foi resultado de “um esforço deliberado”.

– Não é acidente, é um objetivo alcançado – afirmou Furlan a jornalistas, em referência ao esfriamento da economia como esforço do Banco Central para conter a inflação. Ele acrescentou que questões conjunturais, em especial a retração do setor agrícola, também contribuíram para o mau desempenho do PIB.

O ministro evitou comentário sobre o fato de o Banco Central ter elevado os juros além do necessário:

– não gostaria de entrar nesse mérito – disse.

O PIB teve retração de 1,2% no terceiro trimestre do ano na comparação com o trimestre anterior e cresceu 1% frente ao mesmo trimestre de 2004. Furlan afirmou que o crescimento no ano ficará abaixo do projetado pelo Banco Central. A última estimativa da autoridade monetária aponta para expansão de 3,4% do PIB no ano. O número deverá ser revisado no último relatório de inflação de 2005, divulgado no final do mês.