Furlan diz que consumo do álcool será igual ao da gasolina em 2008

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de março de 2007 as 17:59, por: cdb

O ministro do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan disse nesta segunda-feira que o consumo interno de álcool deverá se igualar ao de gasolina no final de 2008. O ministro repetiu a previsão apresentada, por meio de um vídeo institucional, ao presidente norte-americano, George W. Bush, na última sexta-feira.

O filme também mostra que, se considerados apenas os automóveis que utilizam álcool ou gasolina, o consumo do combustível oriundo da cana representou 40% do total em 2006, contra 60% da gasolina.

Durante um almoço com representantes da Câmara Americana de Comércio (Amcham), em São Paulo, o ministro apontou a existência de um lobby encabeçado por produtores americanos de etanol, que reivindicam subsídios governamentais para a produção.

Diante disso, Furlan convocou os membros da Amcham para também formarem um lobby, na direção de convencer o governo americano sobre a importância que o Brasil tem neste mercado.

Atualmente, os Estados Unidos cobram US$ 0,54 para cada galão de etanol brasileiro que entra em seu território. O imposto é válido até o final de 2009.

Mais uma vez aclamado pelos empresários, que pedem sua permanência no governo, Furlan voltou a escorregar, ao dizer que a decisão sobre o seu destino será definida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.