Furacão Isabel causa duas mortes nos Estados Unidos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de setembro de 2003 as 22:52, por: cdb

O furacão Isabel chegou nesta quinta-feira aos Estados Unidos causando destruição e matando duas pessoas. Uma das vítimas foi um homem no estado de Rhode Island que foi levado pelas chuvas e ventos para o mar. As equipes de resgate não conseguiram retirá-lo da água. A morte ocorreu antes mesmo do olho do furacão atingir o continente, encontrando-se às 20h30 (hora de Brasília) próximo a Roanoke Rapids, na Carolina do Norte. A outra morte foi de um motorista que dirigia na estrada interestadual 95, ao norte de Richmond, na Virgínia. O veículo aquaplanou em função da intensa chuva e colidiu.

O furacão chegou hoje ao litoral da Carolina do Norte, com ventos de 160 km/h e chuvas torrenciais que obrigaram a retirada de parte da população da Costa Leste e deixaram mais de 1 milhão pessoas sem luz, de acordo com a CNN. Meteorologistas informaram que a borda da tempestade chegou às ilhas Outer Banks, na Carolina do Norte, às 11h (12h em Brasília), trazendo rajadas de vento de até 136 km/h.

A tempestade deve passar ainda sobre a Virginia para então chegar a Washington com ventos de quase 100 km/h. A região, que há meses já têm chuvas além do normal, pode receber mais 25 centímetros de água e terá que lidar com tornados e inundações.

O furacão provocou o cancelamento de mais de 2 mil vôos e o fechamento de órgãos públicos federais em Washington. O Isabel está na categoria 2 da escala Saffir-Simpson, que vai até 5 e mede a capacidade de destruição dos furacões. Nessa categoria, ele pode destruir trailers, telhados, redes elétricas, torres de telefonia celular, além de bloquear estradas com árvores e postes caídos.

Os Estados da Carolina do Norte, Virgínia, Maryland, Virgínia Ocidental, Delaware e Pensilvânia, além do Distrito de Columbia (Washington), declararam estado de emergência. O presidente George W. Bush, refugiado em Camp David, declarou a Carolina do Norte área de desastre.