Funcionários dos correios discutem sobre a greve nesta segunda

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de setembro de 2003 as 05:24, por: cdb

Os funcionários dos correios discutem nesta segunda-feira os rumos da greve, iniciada na última quarta-feira. O comando da greve dos trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) continuará as negociações com a direção da ECT.

Em São Paulo, a assembléia será realizada em frente ao presídio dos Correios, na Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo. Segundo o diretor do sindicato dos funcionários dos Correios de São Paulo, José Paulo Pereira da Silva, 90% dos 29 mil trabalhadores da capital, Grande São Paulo e região de Sorocaba aderiram à paralisação.

A categoria reivindica reposição de perdas salariais referentes ao período de 1º de julho de 1994 a 31 de julho de 2003, totalizando 69.28% de aumento, 53.89% de perdas, mais 10% de aumento real e correções. A data-base da categoria é no mês de agosto, mas as negociações continuam, em Brasília.

Conforme Amarildo da Silva, secretário de formação sindical do Sindact/MS (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos), a proposta da empresa, que foi rejeitada pela categoria, previa o reajuste linear de 6% para todos os funcionários, além da referência de 16,87% para os de nível básico, com complementação de 5% em janeiro de 2004. Para os trabalhadores a partir do nível médio, a referência seria de 6%.