Funcionários do BB vão manter greve por tempo indeterminado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de outubro de 2003 as 20:52, por: cdb

Os funcionários do Banco do Brasil decidiram, na noite desta terça-feira, em assembléia, manter a greve por tempo indetererminado. A informação foi dada pelo presidente do Sindicato dos Bancários do Distrito Federal, José Wilson da Silva.

Para o Banco do Brasil, a decisão dos funcionários, não é legítima porque ocorreu sem votação e sem caráter deliberativo. Segundo a Assessoria de Imprensa do BB, existem dados que mostram que a maior parte dos funcionários deseja retornar voltar ao trabalho, mas não teve permissão para voltar.

O Sindicato dos Bancários do DF estuda se vai realizar nova assembléia na quarta para decidir os rumos do movimento. No Distrito Federal, 90% das agências do BB paralisaram as atividades hoje e 6% das agências da CEF também não funcionaram.

De acordo com José Wilson da Silva, o BB não apresentou nova proposta à categoria, mantendo o aumento proposto de 12,6% para quem ganha o piso salarial de R$ 798,00 e 6% de reajuste para os maiores salários.

O Banco do Brasil informou que está oferecendo 12,6% para 75% dos funcionários, que ganham menos, e 6% para os que ganham mais. O BB estima que as despesas anuais com os reajustes salariais que estão sendo propostos sairão em R$ 500 milhões.