Funcionários da Vasp continuam sem salário

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de janeiro de 2005 as 15:36, por: cdb

Os funcionários da Viação Aérea São Paulo (Vasp) continuam sem receber o salário de dezembro. Na tarde dessa quatra-feira os funcionários da empresa realizam assembléias simultâneas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A Vasp anunciou no último dia 7 que atrasaria o pagamento. No dia 14, deveriam ter recebido os funcionários com salários inferiores a R$ 1 mil e até terça-feira, os com salários maiores. Segundo a presidente do Sindicado Nacional dos Aeronautas, Graziela Bagio, nenhum dos trabalhadores recebeu. No último sábado (23), a empresa admitiu por meio de sua assessoria de imprensa que não havia pago os salários e que o faria “tão logo seja possível”.

O sindicato informa que entrou com um pedido de cumprimento da convenção coletiva, que fez a greve dos trabalhadores da Vasp terminar em setembro de 2004. A companhia não compareceu à audiência anteontem na 2ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho de Brasília. A juíza responsável pelo caso, Marta Franco de Azevedo, disse que julgará o caso à revelia. A sentença deverá sair no dia 3 de fevereiro.

Sobre a possibilidade de uma nova greve na empresa, Graziela informou que “a categoria vem discutindo a questão com responsabilidade, mas o principal objetivo é manter a Vasp voando”.

Quanto a proposta feita pelo governo à direção da Vasp, em reunião realizada ontem, Graziela disse que “o que o governo apresentou é o cumprimento da legislação. É uma opção para a empresa continuar voando”. De acordo com a proposta a Vasp deixaria de ser uma empresa regular, poderia fretar seus vôos e não precisaria cumprir horários pré-estabelecidos de vôos.

Neste final de semana, a empresa cancelou vôos para os quais não vendeu mais de 50% das passagens