Frente pela Defesa da Democracia é formada no Paraguai

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 08:47, por: cdb

A FDD antecipou que já se encontra na articulação de um plano de luta e que terá como porta-voz o secretário geral da Frente Guasu, Ricardo Canese

25/06/2012

da FDD

 

A Frente Guasu, que em 2008 promoveu o triunfo eleitoral do presidente Fernando Lugo, e uma ampla gama de outros movimentos sociais e políticos, entraram em acordo para a formação da Frente pela Defesa da Democracia (FDD) que “rejeita e condena o governo golpista de Federico Franco” e convoca “a defender o processo democrático e a constituição da República com uma mobilização permanente”.

Com tal propósito, a FDD antecipou que já se encontra na articulação de um plano de luta e que terá como porta-voz o secretário geral da Frente Guasu, Ricardo Canese.

Abaixo, o primeiro comunicado da frente:
A FDD, reunida em assembleia geral de seus membros, partidos políticos e movimentos sociais, dirigentes políticos e da sociedade civil, denuncia a ruptura institucional do Estado de direito no Paraguai por parte do setor mais conservador e reacionário do Parlamento nacional, que desconhece o princípio fundamental do direito à legítima defesa e ao devido processo, utilizando conceitos e práticas da ditadura de Stroessner e assim provocando a derrubada do governo constitucional do presidente Fernando Lugo. Tal violação está embasada em acusações sem provas e utilizando métodos nazifascistas sustentados em intrigas e calúnias com ferramentas pseudo-legais.

Esse grave incidente, com nefastas consequências na economia, na sociedade e na vida institucional da República deve ser revertido imediatamente. Deve-se restabelecer a convivência civilizada e democrática, baseada na justiça e no respeito à soberania popular.

Por essas razões, a FDD rejeita e condena o governo golpista de Federico Franco e convoca todo o povo paraguaio a defender o processo democrático e a Constituição da República com uma mobilização permanente a fim de evitar a subjugação dos direitos humanos fundamentais.

Chamamos a unidade de todo o povo paraguaio, de dentro e de fora, assim como a solidariedade dos demais povos latinos americanos a mobilizar coordenadamente pela restituição do Estado de direito e pelo respeito à soberania popular no Paraguai

Pela vigência da Constituição nacional!

Pelo respeito pleno da justiça social dos direitos humanos no Paraguai!

Fernando Lugo é o único presidente constitucional da República do Paraguai!

Não ao governo golpista de Federico Franco!

Pela recuperação da democracia do Paraguai!