Frente cobra definição sobre recuperação de base na Antártica

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 16:49, por: cdb

A Frente Parlamentar Pró-Antártica vai pressionar o governo pela liberação de crédito extraordinário para recuperar a Estação Comandante Ferraz, base brasileira de pesquisa destruída em um incêndio no último fim de semana. Estimativas dos profissionais envolvidos na análise do caso apontam para a necessidade inicial de R$ 40 milhões, que seriam repassados por meio de uma medida provisória.

A vice-presidente da frente, deputada Jô Moraes (PCdoB-MG), afirmou que os parlamentares vão aguardar uma definição sobre o assunto até a terça-feira (6), quando será realizada no Senado uma audiência pública com a presença dos ministros da Defesa, Celso Amorim; e da Ciência e Tecnologia, Marco Antonio Raupp.

“Nós esperamos que já seja anunciada a MP. Caso essa questão não fique clara, nós pediremos uma audiência com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para que ela leve à presidente Dilma Rousseff a necessidade da urgência. A presidente já se solidarizou com os militares e com as vítimas, mas nós acreditamos que o melhor gesto será a liberação de recursos”, afirmou.

Estratégia
Integrantes da frente se reuniram nesta quarta-feira (29) com o Almirante José Ferreira, gerente do Programa Antártico Brasileiro (Proantar). Segundo ele informou, está sendo elaborada uma estratégia para reconstruir a estação e medidas emergenciais serão adotadas para garantir que as pesquisas em andamento não sejam interrompidas. As obras, no entanto, só poderão ter início no próximo verão.

Deputados do governo e da oposição se comprometeram em garantir recursos para o programa. A frente quer se mobilizar para que os 130 parlamentares do grupo apresentem emendas individuais ao Orçamento de 2013.

Reportagem – Geórgia Moraes/Rádio Câmara
Edição – João Pitella Junior