Fotógrafo ucraniano resgata o humano que há nos sem-tetos do país

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de junho de 2012 as 14:27, por: cdb

O fotógrafo Boris Mikhailov nasceu em Kharkov, Ucrânia, em 1938. Depois de uma temporada na Alemanha, voltou a sua terra natal e se deu conta de que seu país havia sofrido várias transformações com o colapso da União Soviética. Uma das diferenças mais marcantes que encontrou ao regressar foi o surgimento de uma nova classe social: os sem-teto (bomzhes, em russo).


reprodução Boris Mikhailov
Boris Mikhailov fez o registro dessa população subemergente em uma série de 400 fotos chamada “História de Caso” (“Case HIstory”), na qual documentou a vida – ou a existência- de pessoas que, à ausência do aparato de suporte social soviético, não conseguiram continuar inseridas na sociedade e em seus processos produtivos. Mikhailov chama a atenção para o fato de que os sem-teto, objeto de suas fotografias, não existiam nos tempos do comunismo. Surgiram depois de 1991, “juntamente com os outdoors de publicidade nas ruas, que tampouco havia”.
Mikhailov nunca estudou fotografia formalmente, mas é conisderado um dos grandes fotógrafos documentais em todo mundo. No ano passado, o MoMa de Nova York exibiu a série “História de Caso”.

reprodução Boris Mikhailov

 O fotógrafo é reconhecido internacionalmente pelo registro que faz de aspectos da realidade nas ex-repúblicas soviéticas. Mikhailov procura resgatar a humanidade dos sem-teto que fotografa. Suas fotos são posadas. Quase todas exibem partes de corpos nus e parecem gritar: debaixo desta sujeira e desta miséria toda existe uma pessoa, viva, com um corpo humano, exatamente como você.

Fonte: Revista Bravo!

 

..