Fortes chuvas matam 69 pessoas na China

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de junho de 2006 as 01:06, por: cdb

As mortes causadas pelas fortes chuvas que têm castigado o sul da China nas últimas três semanas chegaram a 69, na madrugada desta sexta-feira. com o registro de novas vítimas em várias províncias, informou imprensa oficial.

A província Fujian, no litoral sudeste do país, continua sendo a mais afetada, com 28 mortos, especialmente na bacia do rio Min.

Desde junho a região sofre as piores inundações dos últimos 20 anos, afetando 1,8 milhão de pessoas e alagando 9.300 casas.

As chuvas causaram também deslizamentos de terra e forçaram a retirada de 400 mil pessoas, segundo o Centro Nacional de Controle de Inundações.

Em Fujian, após a ruptura de um dique, 7 mil soldados do Exército de Libertação Popular, policiais e reservistas participam das tarefas de contenção das inundações e atendimento à população desabrigada.

A situação piorou também na província de Cantão (litoral sul do país), onde os números são de 17 mortos, 5.800 casas inundadas e prejuízos de 1,14 bilhão de iuanes (US$ 142 milhões).

Outras 12 pessoas morreram na província de Guangxi, e o mesmo número na interior de Guizhou, segundo a agência oficial <i>Xinhua</i> e o jornal <i>China Daily</i>.

A situação pode piorar nos próximos dias, com mais chuvas pelo menos na faixa litorânea de Fujian, Cantão e Guangxi, informou o Escritório Central de Meteorologias.

A China sofre inundações todos os anos, especialmente durante o período de maio a setembro no sul do país, onde se ficam as bacias de grandes rios, como o Yang Tsé. As piores da última década ocorreram em 1998, quando o transbordamento de rios como o Yang Tsé e o Songhua causaram 4.200 mortes.