Fortes Chuvas matam 19 pessoas desde o Natal na Região Sudeste

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 4 de janeiro de 2011 as 11:35, por: cdb

>
04/01/2011Fortes Chuvas matam 19 pessoas desde o Natal na Região Sudeste

Da Agência Brasil

Brasília – A tempestade que atinge a Região Sudeste já matou 19 pessoas desde o dia 25 de dezembro, de acordo com a Secretaria Nacional de Defesa Civil. “Do Natal pra cá, foram cinco mortos no Espírito Santo, 12 em Minas Gerais, e no Rio de Janeiro tivemos duas mortes e um desaparecimento”, contabilizou o chefe do Centro Nacional de Gerenciamento de Risco e Desastres, Armin Augusto Braun.

Ele diz ainda que o Espírito Santo é o estado mais afetado, com 33 municípios em estado crítico, seguido por Minas Gerais. “Quanto a desabrigados e desalojados, até o momento temos 17.093 no Espírito Santo, 1766 em Minas Gerais e 3441 no Rio de Janeiro”, completou.

Armin Augusto Braun conta que os principais riscos deste período de chuva mais intensa são as inundações e deslizamentos de encostas. “Mesmo sem nenhum risco extremo previsto para essa região nos próximos dias, se a área é de risco, o morador deve sair o quanto antes da residência e buscar a defesa civil municipal e se for caso de risco à vida, procurar o Corpo de Bombeiros para informações de como proceder”, explicou.

Segundo o meteorologista Claudenir de Azevedo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em Minas Gerais, algumas regiões ainda sofrerão com as chuvas nos próximos dias. “Tivemos um período com muitas chuvas e ainda estamos passando por ele. A tendência para os próximos
dias é que a chuva se concentre no sul do estado, no Triângulo Mineiro e na Zona da Mata. Na capital, a previsão é que a chuva tenha uma redução a partir de quinta-feira e teremos então uma certa melhoria no índice pluviométrico.

O Inmet no Rio de Janeiro, que também é responsável pelo estado do Espírito Santo, informa que a tendência no estado capixaba é que o tempo melhore já a partir de amanhã. “Hoje ainda chove um pouco por lá”, afirmou o meteorologista Almerino Marinho. Já a previsão para o Rio de Janeiro ainda continua sendo de chuva principalmente na região serrana. “Mas essa chuva vai dar uma acalmada a partir de quinta-feira”, completou.

Edição: Talita Cavalcante

Leia também:

Três municípios do Rio Grande do Sul decretam situação de emergência por causa da estiagem Bombeiros encontram corpo de mais uma criança em desabamento de Petrópolis Desabamento em Petrópolis mata uma criança e deixa duas soterradas Chuva e volta do feriado já causam lentidão em estradas paulistas