Fome Zero vai receber duas toneladas de alimentos de atacadistas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de maio de 2003 as 02:31, por: cdb

A Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (ABAD), concedeu nesta quinta-feira, uma contribuição a programa Fome Zero.

Paulo Hermínio Pennacchi, presidente da Associação, anunciou, à noite, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pennacchi aproveitou para pedir ao presidente o fim da bitributação que atinge as empresas atacadistas e distribuidoras. Atualmente, as empresas atacadistas pagam impostos em todas as fases de produção e distribuição dos produtos. Os empresários querem que o governo defina a cobrança apenas na origem ou no destino do processo. “Para nós, é fundamental a reforma tributária”, ressaltou.

Pennacchi explicou que os impostos recaem, principalmente, sobre as classes C e D da população, já que o setor atende mais de 800 mil pontos-de-venda em todo o país.

A situação crítica das estradas também é alvo de preocupações do setor, uma vez que os caminhões que transportam os produtos acabam quebrando nas estradas esburacadas. “O custo é alto e acaba sendo transferido para o consumidor”, destacou. Segundo ele, o presidente vai estudar as solicitações.