FMI quer ajudar Duhalde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2002 as 23:12, por: cdb

O FMI informou que a instituição ainda não abriu um diálogo político significativo com a nova administração do presidente da Argentina, Eduardo Duhalde, que tomou posse nesta semana. O porta-voz do Fundo, Bill Murray, disse que “obviamente é muito cedo para esperar que tenha havido uma troca de avaliações sobre política” entre o FMI e o governo de Duhalde. “Contudo, estamos prontos para trabalhar junto com o novo governo, para ajudá-lo a lidar com os desafios econômicos que enfrenta”, disse Murray.

Ele acrescentou que o FMI “não foi comunicado dos planos de uma visita das autoridades (argentinas)”, rebatendo as notícias veiculadas na imprensa argentina de que o novo ministro da Economia argentino, Jorge Remes Lenicov, vai visitar Washington na próxima semana para pedir um novo financiamento de US$ 15 bilhões do Fundo.