FMI destaca importância de BC não interferir no câmbio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005 as 10:03, por: cdb

O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional que está no Brasil afirmou que considera “importante” que o Banco Central não influencie a taxa de câmbio ao comprar dólares no mercado para reforçar as reservas do país.

– É muito apropriado que o Banco Central reforce as reservas, mas é importante que não interfira na taxa de câmbio com essas intervenções – afirmou Charles Collyns a jornalistas ao ser questionado sobre as recentes compras de dólar feitas pelo BC no mercado de câmbio.

O BC retomou os leilões de compra de dólares no início de dezembro. Na terça-feira, a autoridade monetária anunciou que passará também a fazer novos leilões semanais de swap em que assume posição ativa em câmbio. Ambas as iniciativas podem, potencialmente, contribuir para a depreciação do câmbio, segundo analistas.

Collyns esteve nesta quarta-feira com o presidente do BC. Segundo o representante do Fundo, Henrique Meirelles falou no encontro sobre a preocupação da autoridade monetária com a persistência da inflação no país.

– A politica monetária está no rumo certo para trazer a inflação para as metas – afirmou Collyns.
A missão do Fundo está no Brasil para a última revisão do atual acordo do país com a instituição. Collyns afirmou que ainda não foi tomada decisão sobre uma possível renovação do programa.