Flu deixa a zona de rebaixamento ao vencer o Corinthians

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2003 as 23:45, por: cdb

No duelo entre o desesperado Fluminense e o tranqüilo Corinthians, nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, o iluminado Romário fez a diferença: 1 x 0. O gol do Baixinho saiu aos 41 minutos do segundo tempo, quando tudo indicava que ninguém encontraria o caminho da rede.

Com o resultado, o Tricolor deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, subindo para o 20º lugar, com 41 pontos. Já o Timão segue com 52 pontos e caiu para a 13ª colocação. No sábado, os cariocas terão pela frente o Bahia, em Salvador. No dia seguinte, os paulistas receberão o Atlético-PR, no Pacaembu.

O time da casa foi com sede ao pote no início do duelo. Firme na marcação e disposto a atacar, criou a primeira chance de marcar quando Carlos Alberto entrou na área driblando e Rubinho interceptou o cruzamento. Aos 6 minutos, Rodolfo mandou bala em cobrança de falta e tirou tinta da trave direita. Aos 9, o zagueiro tentou novamente de falta e o goleiro rebateu o tiro como pôde.

Presa na armadilha tricolor, a equipe paulista mal conseguia ultrapassar o meio-campo. Do outro lado, Carlos Alberto seguia desequilibrando. Aos 15 minutos, avançou costurando a zaga e deixou Marcelo diante de Rubinho, só que o atacante errou o alvo ao completar com chute cruzado. Foi a melhor oportunidade do Fluminense na etapa inicial.

Apesar do domínio territorial, o time carioca só assustou o adversário outra vez aos 32 minutos, quando Júnior César arriscou de fora da área e Rubinho espalmou para o lado. A injustiça no placar quase aumentou seis minutos depois. Após cruzamento de Coelho da direita, Jamelli cabeceou com estilo, carimbando a trave esquerda.

Veio o segundo tempo e o panorama mudou completamente. Agora disposto a atacar, o Corinthians só não abriu o placar aos 5 minutos porque o auxiliar enxergou impedimento de Jamelli, que recebeu de Gil e acertou o ângulo esquerdo. Em seguida, Rodolfo quase fez gol contra ao cortar cruzamento.

Aos 11, Rubinho sentiu lesão na coxa e deixou o campo para a entrada de Jonatas. O estreante de 23 anos, cria das divisões de base do Timão, demorou a ter trabalho. Aos 32min, Carlos Alberto teve ótima chance de dar a vitória ao Fluminense em cobrança de falta e parou nas mãos do camisa 12.

Quando ninguém mais esperava que o 0 x 0 saísse do placar, Thiago aproveitou sobra na área para ajeitar de cabeça para Romário, que completou de primeira no canto esquerdo para salvar a noite tricolor.

FLUMINENSE 1 x 0 CORINTHIANS

Fluminense
Kléber, Júnior César, César, Rodolfo e Jadílson; Marcão, Sidney (Alex Oliveira), Esquerdinha (Thiago) e Carlos Alberto; Marcelo (Joãozinho) e Romário.
Técnico: Renato Gaúcho

Corinthians
Rubinho (Jonatas), Coelho, Ânderson, Marquinhos e Fininho; Fabinho, Fabrício, Rogério e Jamelli (Renato); Jô (Wilson) e Gil.
Técnico: Juninho Fonseca

Data: 22/10/2003 (quarta-feira)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Renda: R$ 43.465,00
Público: 4.259 pagantes
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: Marcos Viana Ibanez (RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Cartões amarelos: Fininho, Jadílson e Coelho
Gol: Romário, aos 41min do segundo tempo.