Florianópolis permanece sem luz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de outubro de 2003 as 19:42, por: cdb

O abastecimento de energia elétrica deverá ser retomado na ilha de Florianópolis, em Santa Catarina, somente por volta das 22h. Anteriormente, a informação dada pela Celesc era de que a energia voltaria nesta tarde. De acordo com a Celesc, a chuva e os ventos dificultaram os trabalhos.

Depois da falta de energia elétrica, os moradores de Florianópolis enfrentam agora a falta de água. O bombeamento de água para os reservatórios da ilha foi interrompido com o apagão, já que o abastecimento precisa de energia elétrica para ser feito. A população conta somente com o disponível nas caixas d´água. A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) informou que, mesmo depois do restabelecimento do fornecimento de energia elétrica, o sistema de água deve demorar entre 48h e 72h para ser normalizado.

A empresa deverá dar explicações à Agência de Energia Elétrica (Aneel) ainda hoje. A Celesc tera que informar os motivos do acidente e as medidas para evitar um novo blecaute.

Eduardo Sitonio, diretor da Companhia de Energia Elétrica de Santa Catarina (Celesc), informou que técnicos estão trabalhando incessantemente para resolver o problema. Ele disse que cabos de transmissão foram queimados na explosão ocorrida em uma das galerias da ponte Colombo Salles, que liga a ilha ao continente, onde passam os cabos de energia elétrica.

Ontem, por volta das 14h, a explosão de um botijão de gás de um aparelho de solda perto dos cabos deixou pelo menos 300 mil moradores da capital catarinense sem energia elétrica. O acidente aconteceu quando dois funcionários da Celesc faziam reparos nos tubos subterrâneos da ponte.

Eles estão criando uma rede de energia paralela à ponte para alimentar as duas subestações principais, a Ilha Centro a subestação Trindade, para depois restabelecer a energia em toda Florianópolis. O Corpo de Bombeiros ainda está verificando se ainda há fogo na galeria onde houve a explosão.

Parte da ponte está parcialmente interditada. Os bombeiros ainda fazem o resfriamento do local. O asfalto recebeu calor de mais de 100º centígrados, segundo os bombeiros. Postes estão sendo instalados na parte ocidental da capital, entre as cabeceiras das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Sales, que dão acesso à ilha. Os postes devem sustentar os cabos de tensão que provisoriamente vão garantir o restabelecimento da energia elétrica.

Ponto facultativo

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, decretou ponto facultativo hoje em todas as repartições públicas em Florianópolis, por causa do blecaute que atinge toda a cidade desde as 14h – a Prefeitura de Florianópolis seguiu o mesmo exemplo. Além disso, o comércio na região também não abrirá as portas.

Por causa da falta de energia, o governador catarinense pediu à população que permaneça em casa.