Flamengo segue na rotina de derrotas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 29 de setembro de 2002 as 22:18, por: cdb

Um espetacular gol de letra marcado por Caíco marcou a vitória da Ponte Preta por 3 x 1 sobre o Flamengo, na tarde deste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

A Macaca continua na briga pela classificação, enquanto que o time rubro-negro, que pelo segundo jogo seguido tomou gols no final do primeiro tempo e no início do segundo, se aproximou perigosamente da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo teve nível técnico sofrível. A partida começou sendo jogada em velocidade, mas sem qualquer criatividade por ambos os times. O juiz Carlos Eugênio Simon não estava bem e permitiu que o jogo fosse repleto de entradas ríspidas na primeira etapa.

A Ponte Preta teve o seu primeiro lance de perigo aos 8min: após um cruzamento da direita, o atacante Fabrício Carvalho cabeceou e o goleiro Diego espalmou para escanteio.

Completamente desfigurado, o Flamengo tinha apenas em Fábio Baiano alguma lucidez em campo e deu o seu primeiro chute a gol apenas aos 24min, com Felipe Melo, mas sem qualquer perigo para o gol de Hiran.

Jogando em casa, a Macaca tinha mais ímpeto ofensivo e, mesmo sem jogar uma boa partida, ameaçou aos 28min e aos 29min, em chutes de Caíco e Adrianinho, respectivamente.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria num monótono 0 x 0 quando a Ponte fez um gol – aos 46min, Andrezinho perdeu uma bola, Elivélton fez grande jogada pela ponta esquerda e cruzou para Fabrício Carvalho abrir o placar.

A Ponte voltou melhor para o segundo tempo e, logo aos 6min, Caíco fez um gol antológico. O meia recebeu lançamento na direita, driblou o goleiro Diego e bateu de letra para o fundo da rede.

O gol causou uma pane geral na defesa do Flamengo. Aos 7min, Fabrício Carvalho completou de cabeça cruzamento da direita e fez 3 x 0. Aos 9min, Fabrício fez outro gol, corretamente anulado pelo árbitro. Aos 10min, Roberto entrou livre pela esquerda e tocou para fora.

Completamente perdido em campo, o Flamengo não conseguia manter a bola nos seus pés e continuou sendo pressionado, sob os gritos de “olé” dos torcedores da Ponte. O que já estava ruim ficou pior ainda aos 22min. O goleiro Diego cortou um lançamento com as mãos fora da grande área e foi expulso. Bruno, segundo reserva da posição, entrou no lugar de Liédson.

A Ponte ainda teve o volante Roberto expulso e o Fla ensaiou uma reação com um gol de Fábio Baiano aos 40min, mas a Macaca soube administrar o resultado até o final e conquistou merecida vitória.

PONTE PRETA 3 x 1 FLAMENGO

Ponte Preta
Hiran; Luciano Baiano, Marinho, Rodrigo e Elivélton; Roberto, Isaías, Adrianinho (Luiz Carlos) e Caíco (Alex Oliveira); Hernani (Basílio) e Fabrício Carvalho
Técnico: Oswaldo Alvarez

Flamengo
Diego; Felipe Melo, André, André Bahia e Anderson; Anderson Gills, André Gomes, Fabio Baiano e Hugo (Evandro); Andrezinho (Caio) e Liédson (Bruno)
Técnico: Evaristo de Macedo

Data: 29/9/2002 (domingo)
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas
Público:10.298 presentes
Renda: não informada
Juiz: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: André Gomes, Anderson Gills, André, Felipe Melo, Hiran e Hernani
Cartões vermelhos: Diego e Roberto
Gols: Fabrício Carvalho, aos 46min do primeiro tempo; Caíco, aos 6min, Fabrício Carvalho, aos 7min e Fábio Baiano, aos 40min do segundo tempo