Flamengo: ou vai ou racha

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2002 as 23:45, por: cdb

Não há mais espaço nem tempo para discursos no Flamengo do tipo “vamos dar a volta por cima no próximo jogo”. Todos no clube têm consciência de que a recente vitória sobre o São Caetano é a última chance para o time embalar de vez em busca de uma vaga à próxima fase do Campeonato Brasileiro.

“A esperança é a última que morre. Vamos correr atrás de mais vitórias para sairmos dessa situação ruim e, depois, pensarmos em classificação. O time tem sido irregular, mas esperamos corrigir isso para continuarmos ganhando. Faltam pequenos detalhes para mantermos a regularidade nos jogos”, afirmou o meia Fábio Baiano.

A expectativa criada após o bom resultado diante do Azulão é a mesma que surgiu no dia seguinte às vitórias sobre Fluminense, Atlético-PR e Atlético-MG. A tão aguardada regularidade, no entanto, não se consumou. O time voltou a perder em casa, não conseguindo se aproximar do grupo dos oito melhores colocados na tabela.

Agora, a continuidade do “último suspiro” do Rubro-negro dependerá de uma vitória no clássico da próxima quarta-feira, contra o Vasco: “Vamos ter uma semana para trabalhar e principalmente descansar. Os últimos jogos foram muito difíceis e estamos cansados. Contra o Vasco, vamos entrar 100%”, disse o jogador.

Depois, restarão oito partidas, sendo cinco delas fora de casa. Pela ordem o Flamengo vai enfrentar Vitória (F), Figueirense (F), Santos (F), Corinthians (C), Botafogo (C), Portuguesa (F), Palmeiras (F) e Guarani (C).

Roma em Omã

A diretoria rubro-negra anunciou nesta quinta-feira que o atacante Roma teve o seu vínculo federativo emprestado até o final do ano para o Al-Nassr, de Omã. O jogador, revelado no clube, não vinha tendo oportunidades com o técnico Evaristo de Macedo.