Flamengo goleia o Galo no Mineirão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 22 de setembro de 2002 as 23:12, por: cdb

O Flamengo goleou o Atlético-MG por 3 a 0, em pleno Mineirão lotado (cerca de 80 mil pessoas), neste domingo, pela 13º rodada do Campeonato Brasileiro, debaixo de muita chuva. Com a vitória, o Rubro-negro se afastou da zona de rebaixamento, passando da 20º para a 15º colocação, e de quebra tirou a vice-liderança dos donos da casa, que caíram para a 5º posição.

A rivalidade entre as duas equipes começou ainda na década de 80, quando se enfrentaram na final do Campeonato Brasileiro daquele ano. O clube carioca ficou com o título após vencer o Galo no Mineirão por 3×2 e o jogo de volta, no Maracanã, por 2×0.

O Flamengo entrou com uma faixa homenageando Dida, ex-jogador e o segundo maior artilheiro do clube, e com um pano preto na manga do uniforme em sinal de luto pelo atleta que morreu no início da semana passada.

A partida começou com as duas equipes se respeitando muito e exercendo forte marcação.

O primeiro chute a gol foi dos donos da casa, aos 6 minutos, com Marques, da intermediária, mas a bola saiu fraca, passando à esquerda do gol de Júlio César.

Aos 8 minutos, André Bahia faz falta em Paulinho na entrada da grande área. Na cobrança, o meia Souza jogou a bola por cima do gol.

O Flamengo teve sua primeira oportunidade aos 12 minutos. Após confusão na grande área, Fábio Baiano chutou cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

As duas equipes, apesar da forte marcação, conseguiam chegar no gol adversário, mas erravam muito na hora de finalizar.

O atacante Washington perdeu a oportunidade de colocar o Atlético-MG em vantagem no marcador ao perder um gol de cabeça, após escanteio pela direita cobrado por Souza.

Aos 22 minutos, Leonardo mandou uma “bomba” da intermediária, exigindo uma bela defesa do goleiro Júlio César.

O clube carioca respondeu dois minutos mais tarde com Fábio Baiano cobrando falta, forçando o goleiro Eduardo a fazer boa defesa.

A última chance do primeiro tempo foi do Galo. Souza recebeu na grande área, pela direita, e chutou, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

A chuva que caiu na segunda etapa da partida esfriou os donos da casa e aos 3 minutos, Liédson inaugurou o placar para o Flamengo, após rápido contra-ataque, calando o Mineirão.

O zagueiro Batata estava com os nervos à flor da pele e aos 6 minutos foi expulso por acertar uma cotovelada em Liédson numa disputa de bola na lateral direita do campo.

Com um homem a mais no gramado e a vantagem no marcador, o Flamengo dominou a partida. E antes de fazer o segundo gol, Fábio Baiano e Liédson desperdiçaram duas boas oportunidades.

Mas aos 13 minutos, Zé Carlos aproveitou escanteio cobrado por Iranildo e tocou desequilibrado para o fundo das redes, marcando o seu quarto gol na competição.

Aos 17 minutos, o Flamengo fecha o caixão do clube mineiro. Fábio Baiano arma contra-ataque e toca para Liédson, dentro da grande área, que chutou duas vezes para marcar o terceiro gol Rubro-negro na partida.

O técnico Geninho colocou Alexandre e Renaldo no lugar Ronildo e Souza, respectivamente, mas de nada adiantou.

Já Evaristo de Macedo substituiu Jorginho, Fábio Baiano e Iranildo por André, Anderson Gils e Andrezinho, respectivamente, segurando o resultado e afastando o clube da zona de rebaixamento.

ATLÉTICO-MG 0 x 3 FLAMENGO

Atlético-MG
Eduardo; Gutierrez, Batata e Hélcio; Mancini, Leonardo Oliveira, Paulinho, Souza (Renaldo) e Ronildo (Alexandre); Washington (Kim) e Marques
Técnico: Geninho

Flamengo
Júlio César; Felipe Melo, Flávio, André Bahia e Athirson; Jorginho (André), André Gomes, Fábio Baiano (Anderson Gils) e Iranildo (Andrézinho); Zé Carlos e Liédson
Técnico: Evaristo de Macedo

Data: 22/9/2002 (domingo)
Local: Estádio Mineirão
Público: 60.046 pagantes (80.602 presentes)
Renda: R$ 319.985,00
Juiz:Heber Roberto Lopes (PR)
Cartões amarelos: Batata, Mancini (Atlético); André Bahia, André Gomes, Athirson (Flamengo)
Cartões vermelhos: Batata (Atlético)
Gols:Liéds