Flamengo em ritmo operário

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de novembro de 2001 as 04:07, por: cdb

O presidente do Flamengo, Edmundo dos Santos Silva, quer que os jogadores passem pelo menos oito horas por dia no clube, mesmo que não seja para treinar. A medida será adotada a partir do ano que vem.
Mas não vai ser fácil colocar essa medida em prática, pois o treinador Carlos Alberto Torres disse que se continuar no clube ano que vem, vai conversar com a diretoria para que a idéia não seja colocada em prática. Torres deu o exemplo de quando comandou a equipe rubro-negra em 1983, quando liberou os jogadores para se apresentarem quatro horas antes da final do Campeonato Brasileiro contra o Santos. E naquele ano o Flamengo foi tricampeão Brasileiro.
E durante o treino do Flamengo, um grupo de dez torcedores invadiu o campo com faixas para protestarem contra o presidente Edmundo.
O treinador Carlos Alberto Torres ficou revoltado com a atitudes dos torcedores e disse que eles podem vaiar, virar faixas de cabeça para baixo e etc, mas que não podem atrapalhar os treinos do time e nem tentar agredir os jogadores, como tentaram em Juiz de Fora, MG.