Fla vence o Furacão por 2 a 1

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de setembro de 2003 as 20:52, por: cdb

O Flamengo conquistou sofrida vitória por 2 x 1 sobre o Atlético Paranaense, neste sábado à noite, no Maracanã. No primeiro tempo, Rafael marcou para o time carioca. Depois, os pênaltis definiram o duelo. Alex Mineiro converteu um e perdeu outro, enquanto Edílson não falhou, fechando o placar.

Com o resultado, o Flamengo subiu para o décimo lugar no Campeonato Brasileiro, com 45 pontos. Já o Furacão segue na 18ª colocação, com 39. Quatro jogadores foram expulsos no duelo: Douglas Silva e Dagoberto, do Atlético, além de Fabinho e Rafael.

O time visitante quase abriu o placar logo aos 28 segundos, quando Adriano recebeu a bola na área e disparou tiro rasteiro defendido por Júlio César. Refeito do susto, o Flamengo foi tentando encontrar espaços na defesa adversária. Aos 14 minutos, criou sua primeira chance e foi eficiente: Igor tocou de primeira e Rafael mandou bala no ângulo direito: 1 x 0.

Os jogadores bem que se esforçavam, mas o espetáculo era pobre em técnica e imaginação, refletindo a fraca campanha das duas equipes na competição. Aos 26min, Dagoberto, um dos poucos lúcidos em campo, teve oportunidade na área e atirou por cima do travessão. Aos 32, Zé Carlos deu a resposta e Diego fez defesa segura.

O goleiro do Furacão voltou a trabalhar cinco minutos depois, após bomba de Igor em cobrança de falta. Daí até o intervalo, nada ocorreu de emocionante. Na etapa final, o jogo estava insosso até que o árbitro Rodrigo Cintra quis chamar a atenção para si, mandando os jogadores do Atlético tirar a bermuda térmica que fica por baixo do calção, apesar de nem mesmo ser notada.

Aos 12min, os visitantes fizeram linha de passe na área rubro-negra. De Adriano para Alex Mineiro, que atirou para excelente defesa de Júlio César. O Flamengo seguiu recuado e recebeu o merecido castigo. Aos 19, Fábio Baiano fez pênalti desnecessário em Dagoberto. Alex Mineiro agradeceu, cobrando com perfeição no canto esquerdo.

Aí o jogo teve uma seqüência de lances inusitados. Aos 24min, Douglas Silva sofreu falta de Edílson ao sair jogando, o árbitro ignorou e depois enxergou a falta do volante, que foi expulso. A inferioridade numérica só durou dois minutos, pois Fabinho empurrou Dagoberto dentro da área e também recebeu cartão vermelho. Na cobrança do pênalti, Alex Mineiro balançou o travessão.

Aos 31, Fabrício pôs a mão na bola e o terceiro pênalti foi assinalado. Edílson teve categoria para deslocar o goleiro, colocando o Flamengo outra vez à frente no placar. Depois, Dagoberto foi expulso ao cavar falta e Fabiano Eller por cometer falta em Fernandinho. Nos acréscimos, Júlio César garantiu a vitória ao deter falta cobrada por Fabrício no ângulo direito.

FLAMENGO 2 x 1 ATLÉTICO-PR

Flamengo
Júlio César, Rafael, Fernando, Fabiano Eller e Anderson (Júlio César Moraes); Fabinho, Jonatas, Fábio Baiano e Igor (Ibson); Edílson e Zé Carlos (Vinícius).
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Atlético-PR
Diego, Igor, Rogério Corrêa e Thiago; Alessandro (Fabrício), Alan Bahia (Fernandinho), Douglas Silva, Adriano e Ivan (Jadson); Dagoberto e Alex Mineiro.
Técnico: Mário Sérgio

Data: 27/9/2003 (sábado)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 2.848 pagantes
Renda: R$ 29.112,00
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra (SP)
Auxiliares: Marcio Luis Augusto (SP) e Nilson de Souza Monção (SP)
Cartões amarelos: Fabinho, Rafael, Igor, Douglas Silva, Dagoberto e Alex Mineiro
Cartões vermelhos: Fábio Baiano, aos 24min, Fabinho, aos 26min, Dagoberto, aos 40min, e Rafael, aos 45min do segundo tempo
Gols: Rafael, aos 14min do primeiro tempo; Alex Mineiro, aos 19min, e Edílson, aos 31min do segundo tempo.