Fla jogaria 2ª Divisão sem Nike

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 12 de novembro de 2002 as 15:51, por: cdb

Um possível rebaixamento para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro poderia causar ao Flamengo mais do que estragos morais. Na Série B do futebol brasileiro, o Rubro-negro correria o risco de ver cancelado o contrato com a Nike, fornecedora de material para todas as modalidades esportivas no clube desde 2000.

De acordo com matéria publicada nesta terça-feira pelo jornal Folha de São Paulo, a cláusula 19 do contrato com a Nike prevê rompimento unilateral, sem ônus para a empresa, no caso de o Flamengo ser rebaixado. O presidente Hélio Paulo Ferraz confirmou a informação ao Pelé.Net, mas não demonstrou preocupação.

“Temos uma cláusula que faculta à Nike o direito de romper o contrato caso acontecesse o rebaixamento. Mas, não estou preocupado com isso porque não vamos cair. Aliás, nunca duvidei da permanência do Flamengo na elite do futebol brasileiro”, diz Ferraz.

O Flamengo é o 18º colocado no Campeonato Brasileiro, com 28 pontos em 23 jogos – apenas dois pontos na frente dos times que estão na zona de rebaixamento. Para se ver livre do risco da Segundona, o time precisa somar dois pontos nos dois jogos restantes, contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, e Guarani, domingo, no Maracanã.

Detalhes do contrato Fla-Nike

Assinado na gestão de Edmundo Santos Silva, em 2000, o contrato com a empresa norte-americana rende anualmente ao Flamengo R$ 4,6 milhões, quantia quitada em duas parcelas semestrais de R$ 2,3 milhões.

Inicialmente, o contrato se encerraria em 2004. Este ano, antes de ser deposto pelo Conselho Deliberativo, Edmundo Silva teria solicitado o aumento da duração da parceria em mais um ano, aceitando redução dos valores.

“Não sei exatamente o que foi feito, mas o Edmundo revisou o contrato esse ano”, afirmou Hélio Ferraz, nesta terça-feira.