Fla-Flu: a hora da verdade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de março de 2003 as 21:38, por: cdb

O primeiro finalista do Campeonato Carioca sairá do confronto entre Flamengo e Fluminense, na tarde deste sábado, às 16h, no Maracanã. Este será o terceiro Fla-Flu em pouco mais de trinta dias. O Tricolor venceu por 3 x 0 na fase classificatória e o último deles terminou empatado em 1 x 1, resultado que manteve a vantagem do Rubro-negro de jogar por mais um empate na semifinal.

O vencedor do confronto deverá ter o Vasco como adversário na final. Como goleou o Americano por 4 x 1 no jogo de ida, o time cruzmaltino pode perder por até três gols de diferença para ser finalista.

O mistério é a principal arma dos treinadores Evaristo de Macedo e Renato Gaúcho. Enquanto na Gávea a indefinição é pela presença do meia Felipe, gripado, nas Laranjeiras o suspense é pelo retorno do atacante Fábio Bala, artilheiro do Carioca com nove gols.

Recuperado de um estiramento na coxa esquerda, que o deixou 13 dias inativo, Bala pode ser a surpresa para o segundo tempo. No caso de Renato optar por colocá-lo de início, o mais provável é que Marcelo seja sacado, com Ademílson completando a dupla de ataque.

“Estou em ponto de Bala e só esperando a definição do Renato. Quero muito jogar, porque ficar torcendo do lado de fora é sofrimento demais”, disse Bala.

Já a situação de Evaristo de Macedo não é tão cômoda. Se perder Felipe, o técnico tem algumas alternativas. Uma delas seria a entrada de Andrezinho ou Felipe Melo no meio-campo, e a outra, bem menos provável, seria a escalação de Jean, que formaria o trio de atacantes com Zé Carlos e Fernando Baiano.

“Vale qualquer sacrifício para jogar. Não estou me sentindo bem, mas com a medicação, alimentação e repouso, controlados pelos médicos, estarei pronto para jogar”, declarou Felipe.

No Fluminense, desfalques certos são o meia Carlos Alberto e o lateral-direito Jancarlos, que estão defendendo a Seleção Brasileira Sub-20 no Torneio da Malásia. A não liberação dos jogadores por parte da CBF gerou muita polêmica durante a semana. O diretor de futebol do clube, Francisco Vasconcellos, chegou a acusar o supervisor Américo Faria e o coordenador de Seleções Ênio Farias de estarem colocando interesses pessoais acima das prioridades do Fluminense. Ao lado de Nilson Gonçalves, ex-funcionário da entidade, os dois são donos de metade dos direitos federativos de Carlos Alberto.

O Flamengo, por sua vez, terá como novidade a volta de André Gomes ao meio-campo. O volante entra no lugar do meia Lopes, que sequer ficará na reserva. Evaristo de Macedo não deu explicações para a decisão de afastar o ex-jogador do Palmeiras.

FLAMENGO X FLUMINENSE

Data: 15/3/2003 (sábado)
Local: estádio Maracanã
Horário: 16 horas
Juiz: Carlos Jorge Lopes Fernandes Moreira
TV: Globo, ao vivo
Ingressos: Setores verde e amarelo a R$ 10; setor branco a R$ 15; cadeira comum a R$ 5; cadeira especial a R$ 50 e geral a R$ 3, nas bilheterias do estádio

Flamengo
Júlio César, Alessandro, Valdson, Fernando e Athirson; Jorginho, André Gomes, Fábio Baiano e Felipe (Felipe Melo ou Andrezinho); Zé Carlos e Fernando Baiano
Técnico: Evaristo de Macedo

Fluminense
Kléber, Zada, César, Zé Carlos e Jadílson; Marcão, Marciel, Djair e Alex Oliveira; Ademílson e Fábio Bala (Marcelo)
Técnico: Renato Gaúcho