Fla estreia com derrota na Taça Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012 as 21:09, por: cdb

O Flamengo estreou com um resultado ruim na Taça Rio. Diante do Boavista, nesta quarta-feira (29.02), no Moacyrzão, em Macaé, o Rubro-negro acabou derrotado por 2 a 1. A equipe continuará na cidade do norte fluminense, onde enfrentará, no final de semana, o Duque de Caxias.

A primeira etapa começou melhor do que muito rubro-negro esperava. Aos quatro minutos, Muralha roubou uma bola na intermediária do Boavista, passou para Deivid, que chutou forte, de longe. O goleiro ainda conseguiu defender, mas deu rebote para Vagner Love. O Artilheiro do Amor errou na primeira conclusão, só que acertou na segunda: 1 a 0.

O gol acabou não incendiando nenhuma das equipes, mas, mesmo assim, David Braz teve grande chance de ampliar, numa cobrança de escanteio de Bottinelli, aos 12. No Entanto, o goleiro Thiago defendeu, no meio do gol.

A partir daí, com mais posse de bola o Flamengo dominava o Boavista. Love, aos 26 minutos, teve outra chance, cara a cara com Thiago, após receber passe de Deivid, mas acabou chutando em cima do arqueiro do time de Saquarema.

O lance mais triste da partida aconteceu aos 34 e não teve nada a ver com rede balançando. Tony deu uma entrada criminosa em Willians, que saiu de campo machucado, com muitas dores. O meia do Boavista levou apenas o amarelo.

No lugar de Willians, Joel lançou Maldonado e o Flamengo pareceu sentir o golpe. Aos 40, Ernani conseguiu se livrar de Welinton, mas Felipe defendeu a tentativa de finalização. Em seguida, Somália passou por David Braz e chutou para fora, com perigo. Só que aos 45 não deu para o goleiro do Flamengo. Thiaguinho sofreu pênalti e Somália empatou o jogo.

Veio a segunda etapa e, apesar de ter tido uma chance com Deivid, após cruzamento de Bottinelli, o Flamengo não conseguia penetrar na defesa do Boavista. Em contrapartida, o time de Saquarema levou perigo ao gol de Felipe aos nove minutos, com um chute forte de Ernani.

Dois minutos depois, num gol irregular, o Boavista acabou virando. Paulo Rodrigues cobrou escanteio, Sheslon trombou com Galhardo, desviou a bola com a mão e atrapalhou Felipe, que acabou colocando a mesma para dentro do gol.

Joel sacou Bottinelli para a entrada de Negueba, Deivid para a entrada de Diego Maurício e o time passou a pressionar muito o Boavista. Love teve uma boa chance, Welinton também, mas não conseguiram balançar as redes.

Renato ainda foi expulso nos minutos finais, junto com o goleiro do Boavista, Thiago. Como já havia feito todas as substituições, o time de Saquarema teve que improvisar em sua meta, mas conseguiu manter o resultado.