Fla bate o Vasco de virada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 15 de junho de 2003 as 22:19, por: cdb

Com um gol de Cássio, aos 43 minutos do segundo tempo, o Flamengo venceu o Vasco por 2 x 1, de virada, neste domingo, no Maracanã e encerrou uma série de jejuns. Venceu o rival depois de dois anos, conseguiu três pontos numa partida do Campeonato Brasileiro após quatro jogos e depois de cinco partidas no total. O outro gol do time rubro-negro foi marcado por Zé Carlos e o do Vasco por Cadu.

Com o resultado obtido numa partida de grandes emoções, o Flamengo pulou para 17 pontos em 12 jogos, enquanto que o Vasco ficou nos 15 em 13 partidas. A próxima partida do time rubro-negro será na quarta-feira, contra o Cruzeiro, no Maracanã, e o da equipe de São Januário, será contra o Criciúma, em casa, no próximo sábado.

O Flamengo, que já tinha cinco desfalques (Júlio César, Athirson, Felipe, Edílson e Fernando Baiano), acabou entrando em campo com mais um: Fábio Baiano, vetado por estar gripado. O Vasco iniciou procurando o ataque, mas o primeiro chute a gol foi feito pelo time rubro-negro em contra-ataque, feito por Jônatas. A bola passou à esquerda de Márcio.

Aos três, Marques fez boa jogada pela esquerda e serviu Marcelinho na área, mas o meia simplesmente errou o chute e tocou com a mão na bola. Mas, mesmo com tantos desfalques, o Flamengo é que parecia mais à vontade em campo.

No entanto, aos oito, em contra-ataque rápido, Marques cruzou da esquerda, Souza resvalou na bola e Cadu, completamente livre na pequena área, completou para o gol. Três minutos depois, o Flamengo chegou ao empate: Igor lançou Luciano na direita, o lateral cruzou rasteira, Zé Carlos, de virada, chutou de pé esquerdo a bola desviou em Wellington Paulo e enganou Márcio.

O jogo ficou morno após o empate, mas o Vasco conseguiu uma boa chance aos 23. Marcelinho cobrou escanteio da direita, Wescley cabeceou e Luciano salvou em cima da linha, também de cabeça. Seis minutos depois Luciano fez boa jogada na direita e cruzou na cabeça de Zé Carlos, mas Márcio defendeu bem no meio do gol.

Aos 32, numa cobrança de falta próximo da meia-lua, Igor tocou para Cássio, que chutou à esquerda de Márcio. Dois minutos depois, Luciano cruzou da direita, a bola passou pela defesa do Vasco, Wescley furou, e Zé Carlos dominou e chutou de pé esquerda, mas deu um chute horroroso para fora. No contra-ataque, Rodrigo Souto penetrou na área pela esquerda e cruzou rasteira, mas nenhum atacante do Vasco conseguiu concluir a jogada.

O segundo tempo começou com o Vasco no ataque. Aos três minutos, Cássio faz um gol contra. Diego salvou com uma defesa espetacular. No escanteio, Wellington Paulo cabeceou com muito perigo.

Aos poucos o Flamengo equilibrou a partida, mas os chutes de fora da área sempre esbarravam em alguém da zaga vascaína. Os dois times jogavam procurando o gol o tempo inteiro e mesmo sem grande técnica faziam uma partida de emoções.

Aos 21, Marcelinho cobrou falta com chute forte da intermediária, mas Diego fez bela defesa no canto esquerdo. Um minuto depois Jean perdeu gol feito. Penetrou livre na área, após bom passe de Zé Carlos, mas chutou em cima de Márcio. Aos 23, Igor deu chute fortíssimo de pé esquerdo e o goleiro do Vasco fez belíssima defesa.

Aos 25, Igor fez bela jogada pela esquerda, mas na hora de concluir deu um chute ridículo. O Flamengo jogava melhor e já fazia por merecer o segundo gol. Aos 32, Jônatas fez linda jogada e chutou na trave direita de Márcio.

Aos 38, Igor fez outra boa jogada e chutou cruzado de pé esquerdo, mas a bola passou à esquerda de Márcio. O Flamengo tanto conseguiu o gol da vitória aos 43 minutos. Cássio soltou a bomba de fora da área a bola desviou na cabeça de Wescley e encobriu Márcio. Festa rubro-negra no Maracanã, mesmo com a torcida muito pequena presente.

VASCO 1 x 2 FLAMENGO

Vasco
Márcio, Russo (Claudemir), Wescley, Wellington Paulo e Wellington; Da Silva, Rodrigo Souto (Moraes), Marcelinho e Cadu; Souza (Ely Thadeu) e Marques
Técnico: Antônio Lopes

Flamengo
Diego, Luciano, Fernand