Fipe diz que juros não caem enquanto governo garantir lucro dos bancos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 31 de maio de 2003 as 15:20, por: cdb

Enquanto os bancos puderem contar com a comodidade de emprestar dinheiro para o governo, as taxas de juros para o consumidor não vão cair.

A afirmação foi feita neste sábado pelo professor de economia da Universidade de São Paulo e coordenador da Pesquisa de Preços da Fipe, Heron do Carmo, ao comentar a atitude do ministro do Planejamento, Guido Mantega, que durante à Febraban pediu para que a entidade tomasse providências no sentido de reduzir o spread bancário.

– Só o governo garante os lucros dos bancos. Negociar com títulos do governo é lucro certo sem a menor taxa de risco. Por isso eles cobram o que querem do consumidor – afirmou Heron.

Para ele, o governo se endividou muito no mercado financeiro e só poderá ver as taxas de juros caírem para o consumidor quando estiver livre deste “enrosco”.

– O caminho para isso é o superávit primário. Sou até a favor de que se eleve a taxa de superávit primário para que as taxas de juros possam cair com maior rapidez – disse o economista da USP.