Fim de festa, início de outra

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de janeiro de 2005 as 10:21, por: cdb

Não resta a menor dúvida de que Star Wars 3 vai ser a maior bilheteria dos blockbusters de 2005. Só para sentir a preparação para este fenômeno, quem foi à praia na virada do ano viu o trailer do filme 12 vezes. Foi repetidamente projetado em uma fachada de um prédio próximo ao hotel Méridien. Convenhamos, Star Wars e reveillon não tem a mínima proximidade. Mas negócios são negócios. Esse é o último longa-metragem da saga espacial de George Lucas.
 
Para fechar essa façanha multimilionária, que é a volta da série Guerra nas estrelas, Lucas está diretamente associado a Spielberg no ressurgimento de Indiana Jones, outra franquia que gera outra fortuna para os envolvidos. E é interessante pensar que Lucas, Spielberg e seu discípulo direto, Robert Zemeckis, são os reponsáveis pelas séries mais famosas e cativantes dos últimos 30 anos no cinema. Em ordem, os três são responsáveis pelos filmes de Guerra nas estrelas, Indiana Jones e De volta para o futuro. Essa última poderia ganhar uma nova e lucrativa repaginada, mas seu astro, Michael J. Fox, tem mal de Parkinson e anda bastante sumido, fazendo apenas vozes em animações.     
 
Voltando ao Star Wars, para colocar as platéias no embalo, foi lançada a caixa de DVDs com os filmes da trilogia original no final do ano passado. O preço é bem salgado (R$150) e, apesar de ter milhares de extras, alguns fãs saíram bastante desapontados. Por exemplo: Lucas resolveu fazer uma montagem e colocar o rosto do ator que faz o papel de Anakin Skywalker na nova trilogia, Hayden Christensen, sob o rosto do ator Sebastian Shaw, que fazia então o papel de Anakin em apenas uma cena de O retorno de Jedi. E apesar de a nova trilogia ter trazido um certo desapontamento aos fãs e ao público em geral, ninguém deixa de ver se a força continua com George Lucas.